Menage


Fiquei um tempo sem escrever, por isso vou passar um pouco nosso perfil.

Tenho 52 anos e minha esposa está com 44. Ela é clara, 1,65 de altura e 57 kgs. Apesar da idade e duas filhas, está com o corpo perfeito, porque sempre se cuidou e faz academia e musculação á mais de 18 anos.

Quem já leu os relatos anteriores, sabem que já fizemos ménage masculino e já faz bastante tempo que o Sergio faz parte e é o amante da minha esposa. Com o Sergio, já fizemos muitas ” festinhas ” à três e é claro, minha mulher sai sozinha com ele também.

Por várias vezes, o Sergio comentou com a gente, principalmente com minha esposa, que ele tem um grande amigo que mora em Angola. Se um dia esse seu amigo, de apelido Bimbo, viesse ao Brasil, o Sergio gostaria de apresenta-lo para eu e minha esposa. Nada de mais e concordamos, já que o Bimbo mora longe e não teria problemas em saber das nossas ” a venturas “.

No mês de novembro/2014, o Sergio confirmou que o Bimbo estaria vindo ao Brasil. Ficou confirmado que havendo oportunidade, poderíamos conhece-lo. Isso aconteceu em meados de novembro.

Durante esse encontro, foram muitas as conversas, principalmente as histórias que o Bimbo contava de Angola. Nosso encontro, durou mais de 3 horas e de tantos assuntos, é claro que acabamos falando dos encontros à três entre eu, minha esposa e o Sergio. O Bimbo demonstrou uma certa surpresa e acabou falando que éramos de sorte por resolvermos aceitar uma relação aberta, onde fez muitos elogios para minha esposa, dizendo que até ele ficaria contente em ter a sorte de encontrar um casal como nós e uma mulher como minha esposa. Minha esposa é claro, ficou vermelha, um pouco envergonhada, mas agradeceu a gentileza.

O Bimbo é um cara muito divertido e simpático, por isso agradou minha esposa. Ele tem mais ou menos 1,75 de altura, uns 78 kgs e moreno claro. Ele se vestia com roupas esportivas e soltas.

Depois desse encontro, minha esposa e o Sergio sempre trocavam telefonemas e conversavam bastante. Em uma dessas conversas, o Sergio sugeriu para minha esposa, se ela aceitava se encontrar novamente com o Bimbo. Ele disse que o Bimbo a elogiou muito e gostaria muito de ter uma experiência entre nós quatro: Eu, minha esposa, o Sergio e o Bimbo.

Minha esposa me contou para saber minha opinião. Eu disse que achava que não haveria problemas, já que o Sergio garantia que o Bimbo era de confiança e só dependeria dela decidir. Ela alegava que não se sentiria bem e à vontade em sair os 4 . Dizia que teria que beijar o Bimbo e isso não seria sua vontade, já que a relação dela com o Sergio é muito íntima. Da minha parte, eu explicava que se era para rolar sexo, não haveria problemas dela beijar o Bimbo, já que o Sergio também não se importaria, por ser uma aventura que dificilmente iria se repetir depois, assim que o Bimbo voltasse para Angola.

Foram vários dias de conversar, sugestões e dúvidas da minha esposa, até que ela aceitou de nos encontrarmos os 4, mas que ela não garantia que fosse rolar algo. Dependeria do dia e momento.

De minha parte, fiquei contente, porque se acontecesse, eu iria assistir algo novo.

Nosso encontro foi marcado para uma quinta-feira, início de dezembro/2014. No dia antes, minha esposa foi no salão e fazer a depilação tradicional que sempre faz.

No dia do encontro que seria após as 20:00 horas, ela estava apreensiva e nervosa. Comentava que se sentia insegura e que não sabia se iria encarar essa aventura. Eu e o Sergio fazíamos de tudo para acalma-la, prometendo que se na hora do encontro, ela desistisse, seria acatado. Apenas sugerimos que antes iríamos numa lanchonete para conversarmos, distrairmos e bebermos, principalmente minha esposa. Ela quando toma um pouco mais, já fica toda alegre e soltinha.

Chegando o momento, fomos em uma lanchonete mais reservada. depois de mais de 1 hora de conversas e várias doses de bebida, minha esposa estava mais animada. Ainda bem.

Como tudo estava indo bem, o Sergio cochichou algo no ouvido da minha esposa. Os dois se olharam fixamente e ela o beijou na boca, chamando-o de safado. Depois minha esposa me olhou meio que esperando um sinal meu. Eu apenas disse: Vamos ?

Todos de acordo, principalmente o prato principal, acertamos a despesa e fomo em um motel ótimo da cidade, que fica na rodovia. Fomos os 4 em carro só. o Sergio dirigindo, minha esposa ao seu lado e eu e o Bimbo atrás.

Não tivemos problemas em entrar no motel.

Minha esposa e o Sergio foram ao banheiro e tomaram banho juntos. Foi o suficiente para que os dois ficassem a vontade por um tempinho e minha esposa ficasse mais acesa e excitada com o que iria rolar depois.Havia uma hidro, mas ninguém quis usa-la.

Eu não foi tomar banho, apenas o Bimbo, depois que o chuveiro ficou disponível. Até esse momento, todos já tinham visto minha esposa peladinha, com sua bundinha empinadinha e a buceta quase toda raspada.

A coisa realmente ficou quente, quando o Bimbo voltou do banho com a toalha enrolada na cintura e pendurou num cavalete. Nesse momento minha esposa viu a ferramenta do cara. Até eu me assustei. Vi no rosto da minha esposa, sinal de preocupação pelo tamanho do pau do Bimbo. Estava confirmado a fama dos africanos. O cara já estava com o pau duro, que parecia uma garrafa de 600 ml. Acho que tinha uns 26 cm e muito grosso.

Minha esposa falou que não teria condição dela transar com o Bimbo, porque o pau era muito grande e grosso.

Foram alguns minutos de apreensão. Ela estava deitada na cama com o Sergio e o Bimbo permanecia em pé, perto a cama.

Ainda bem que o Sergio não deixou a peteca cair e o clima esfriar. Pegou minha esposa e a levou até a cadeira erótica que tinha perto da cama. Fez ela se deitar e começou a percorrer seu corpo com a boca, até chegar na bucetinha da minha esposa. Ela estava deitada com as pernas abertas e afastadas, tipo em cadeira de ginecologista. O Sergio se dedicou bem em chupar a buceta, para deixar minha esposa relaxada e despreocupada.

Eu estava sentado e assistindo tudo de camarote. O Bimbo também ficava olhando os dois na cadeira, ao mesmo tempo que ficava segurando seu cacetão que mais parecia de um cavalo.

Por sorte, que em pouco tempo, minha esposa já estava demostrando melhora e sentindo excitação com a ação do seu amante Sergio. Ela já segurava nos cabelos do Sergio e as vezes se apalpava os seios. Tudo isso quase sempre com os olhos fechados, mas as vezes abria para ver como estava ao redor dela.

Ainda bem que minha esposa superou o ” medo ” e após uns 10 minutos levando chupadas na buceta, ela atingiu um gozo. Muito bom.

O Sergio se levantou já de pau duro, ficou entre as pernas abertas da minha esposa, deu umas pinceladas na buceta já encharcada e meteu todo seu pau que mede 22 cms e é grosso também. Minha esposa soltou um gemido bem agudo e longo, assim que sentiu a cacetão tocar no fundo dela.

Parecia que tudo estava perfeito. O Sergio socava forte, fazendo minha putinha gemer, soltar uns gritinhos e rebolar bastante .

– Mexe bastante minha putinha safada, quero deixar você bem excitada e preparada. Estou preparando sua bucetinha .

– Você é um cachorro, safado. Vai deixar minha bucetinha preparada para aquele cavalão, é ? Será que eu aguento ?

– Aguenta sim, minha putinha. Você é muito safada e vai conseguir aguentar tudo nessa sua buceta gostosa.

O Bimbo vendo e ouvindo tudo aquilo, continuava com seu pauzão duro. Realmente o pau do cara é muito grosso. Ainda bem que a cabeça do pau não era grande, isso com certeza facilitaria a entrada.

Foram mais de 15 minutos de transa na cadeira erótica. Depois que minha esposa ficou de joelhos e o Sergio fodia ela por tras, minha esposa teve duas gozadas quase que seguidas. A buceta já estava mais que molhada e pronta para a novidade. O Sergio não gozou.

Quando o Sergio falou para minha esposa, que agora seria a vez do Bimbo, ela saiu da cadeira e foi até a cama. O Bimbo não escondia a satisfação da oportunidade que havia chegado.

Os dois ficaram na cama. Minha esposa estava até sem muito jeito ao pegar com as duas mãos aquela baita cacete. Os dedos não abraçavam devido a grossura e mesmo com as duas mãos encostadas uma na outra, sobra muito pau livre.

Meu coração parecia que ia estourar de tanto que batia. Até o Sergio estava ansioso e um pouco preocupado.

Depois que minha esposa ficou tocando, punhetanto levemente aquele puta pau por alguns minutos, ela foi se ajeitando até que colocou a boca nele. A cabeça até que ela chupava bem, mas era só, porque o restante não entrava na boa dela. Mesmo que tentasse, não dava.

Ela ficou um tempinho lambendo o saco e ao redor do pau chupava bem a cabeça, fazendo o Bimbo gemer de prazer.

Em seguida, foi o Bimbo que quis retribuir a gentileza. Fez minha esposa se deitar de barriga pra cima, se posicionou entre suas pernas e começou a chupar a buceta da safada.

– Me chupa gostoso, deixa minha buceta preparada para seu pauzão gigante. Chupa, chupa….

O Sergio foi até minha esposa e ofereceu seu pau para ela chupar. Agora ela chupava o pau do Sergio e o Bimbo chupava sua buceta.

Durou alguns minutos, quando o Sergio saiu da cama, deixando os dois sozinhos. Havia chegado o momento crucial e decisivo. Será que minha esposa aguantaria o pau do Bimbo ?

Minha esposa pediu para o Bimbo se deitar. Ela pediu que o Sergio entregasse o lubrificante que havia na mesa. Ela passou bastante lubrificante no cacetão enorme e também em sua buceta.

Se posicionou sobre o Bimbo, segurando com uma mão, o pau. Ela precisou levantar um pouco o quadril pra poder deixar o pau na direção da entrada. Assim que encaixou a cabeça na entrada, soltou a mão e começou a se abaixar.

Caracas. Que excitação grande em ver ao vivo, um puta cacetão começar a entrar na buceta da minha esposa. Só que viu sabe explicar.

– Minha nossa…. Que cacete grosso. Minha buceta está se abrindo toda. Nossa s…. caralho que pau mais grosso.

Eram as palavras da minha esposa, mesmo sem ter entrado 1/3 do pau do Bimbo. Parecia que o tempo não passava, porque a ansiedade em ver aquilo era muito forte.

– Puta que pariu. Não estou aguentando mais, esse pau é muito grande. Para um pouco.

O Bimbo apenas deixava minha esposa comandar a situação e ficava parado, apenas segurando com as mãos nos seios e as vezes apertando na bunda dela.

Era impressionante o estado de abertura que estava a buceta da minha esposa, mesmo com só a metade dentro. Os lábios estavam esticados ao máximo, aparecendo apenas um pauzão rodeado de buceta esticada.

Sei lá quanto tempo passou, quando minha esposa já estava acostumada e começou a mexer a bunda.

Ela dizia

– Agora já melhorou bastante. Minha pobre bucetinha está estourada. Será que volta ao normal ?

– Já que vocês queriam me ver dando para esse pauzudo, não reclamem.

– Uuiuiuiuiu, que pau grande e grosso. Caralho., minha buceta está toda arrombada. Puta que pariu, minha nossa.. esse pau é muito grosso. Quase não consigo me mexer.

Em seguida, ela deu uma reboladas e por incrível que pareça, entrou mais um pouco dentro dela, ficando pouca coisa pra fora. A visão da buceta era impressionante. Estava totalmente alargada e esticada.

– Nossaentrou quase tudo. Não acredito que consegui aguentar tudo isso em minha pobre buceta. Mexe, mexe,

Comece a mexer esse pauzão de cavalo na minha buceta. Quero gozar nesse pauzão. Vai, soca.

Eram as palavras que minha esposa dizia e pedia ao Bimbo. Desde o início até esse momento, foram mais de 15 minutos, o suficiente para ela ficar excita, relaxada e pronta para gozar.

Por desejo da minha esposa, ela ficou de 4 e pediu para o Bimbo meter por tras. Foi muito excitante ver e ouvir os comentários que se seguiram em seguida.

– Agora que minha buceta se acostumou, pode meter com mais força. Vai, mete, seu cachorro.

O Bimbo segurava minha esposa pelas ancas e metia quase tudo dentro dela.

– Puta que pariu, Que pau grande e grosso. Acho que minha buceta está anestesiada, porque só sinto bater bem no fundo.

– Mete seu puto, me faz gozar nesse caralhão. Nosso…… minha buceta está adorando esse pau, vai, mete forte, vai….

Vou gozar….. aiaiaiaiaiaiaiaiaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaiaiaiaiaiai

Assim que ela parou de gozar, caiu deitada na cama. Suas forças tinhas sumido. Nisso o pau escapou pra fora, deixando a buceta toda aberta, super vermelha e toda inchada.

O Bimbo não quis parar e meteu novamente na buceta toda alargada, fazendo entrar quase tudo. Ficou metendo por mais uns 4 minutos até que começou a gozar. Ele gozou nas costas e bunda da minha esposa, deixando-a toda lambuzada.

Devido ao estado que minha esposa se encontrava em seguida de sua recuperação da gozada, ela não quis nem saber transar mais nesse dia, alegando estar acabada e a vagina dolorida.

Dois dias depois, aconteceu novo encontro

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s