Cunhadinha safadinha


Ola a todos, esse é meu segundo conto, o primeiro foi ” A cliente”. Dessa vez foi com minha cunhadinha, irmã da minha namorada, sou moreno, tenho 41 anos, 1,70 de altura, 88 kg. E vou narrar o que aconteceu.

Minha cunhadinha, 20 anos, 1,65 +ou-, uns 65 kg, seios pequenos, bunda grande mas não arrebitada, branca, olhos verdes, bonita e patricinha, ela tem um namoradinho que sempre dorme na casa dela aos finais de semana, eu estou sempre por la também, e por algumas vezes já presenciei eles transando, coisa básica, papai-mamãe, de lado e uma vez eles fizeram um 69 onde ela reclamou que ela chupava o pau dele muito bem chupado e ele não chupava a bocetinha dela direito, e também que ele goza rápido.

Certo dia precisei usar o notebook dela, que me emprestou sem problemas, e após usar o not, dei uma olhada no histórico do face dela em conversas com o namoradinho, ela reclamava do sexo e que a qualquer momento iria procurar um cara mais experiente, e acabou citando a minha pessoa na conversa, o cara ficou muito “p” da vida e acabou brigando com ela. Depois desse dia comecei a observar melhor ela, que sempre usou roupas curtas dentro de casa mesmo com a minha presença, e passou a se exibir, discretamente. No sábado passado, dia 10, minha namorada saiu com minha sogra para fazer compras, por volta das 10 horas da manhã, eu estava dormindo no quarto do meu cunhadinho, e por estar calor dormi de bermuda e regata, quando eles sairam eu encostei a porta e fiquei de cueca e voltei a dormir, algum tempo depois percebi que ela abriu a porta, olhou pra mim e voltou para o seu quarto deixando o que eu estava aberto, quando ficou de costa eu olhei e vi que ela estava de blusinha e calcinha fio dental e parou rapidamente e olhou para trás e falou:

– Imaginei que estava acordado. E eu falei:

– Se imaginou isso porquê esta andando assim? Ela responde:

– Estou na minha casa e ando do jeito que quero, você já me viu de toalha, qual a novidade?

– Nunca vi sua bundinha assim, quase nua, acho que você quer cumprir o que falou pro seu namorado, falei pra ela. Nossa, ela voltou com raiva e falou que era atrevido, que olhava a intimidade dela, voltou para onde eu estava e sentou por cima de mim tentando me bater, eu segurei nos braços dela e falei para ela parar, ela ficou sentada encima do meu pau e sentiu ele ficar duro, ai olhou nos meus olhos e falou:

– Temos pouco tempo, quero ver se você é bom mesmo.

Empurrei ela para o lado, abri suas pernas, puxei a calcinha de lado e comecei a lamber sua bocetinha de poucos pêlos, fui batendo a língua no seu grelinho, ela rebolava e falava:

– Caralho como é gostosa a sua lingua.

Continuei a chupar, e coloquei toda a bocetinha na minha boca, como se fosse um beijo, e ela:

– Porra!!! Não acredito que estou gozando!!!

Segurou minha cabeça e gozou tremendo toda. Deitei-me na cama e coloquei ela por cima, e começamos um 69, ela baixou minha cueca e já sacou meu pau e caiu de boca, tinha uma habilidade igual as mais experientes, chupava e batia uma no meu pau.

Eu chupava sua bocetinha e fui empurrando ela até alcançar seu cuzinho. Nossa, quando bati a língua no centro do cuzinho, ela gemeu alto e falou:

– Puta que pariu! Que delícia, adorei sua lingua no meu cuzinho. Foi um sinal de que a cunhadinha é bem liberal. Soquei a língua, lambi, beijei e a safada rebolava, molhei um dedo na bocetinha e comecei a introduzir no cuzinho, ela estava preparada, entrou um e depois outro, com dois dedos no cuzinho ela gozou de novo.

Mudamos de posição a coloquei no colchão que estava no chão, de quatro e meti meu pau na sua bocetinha, entrou todo de tanta lubrificação, comecei a bombar e bater na sua bunda, ela entre gemidos:

– Me fode! Me come! Adoro foder!

Eu continuei a come-la até ela gozar, e gozou gostoso e queria mais.

Tirei meu pau da bocetinha e encostei no cuzinho, a safada olhou para trás e falou:

– Soca rola no meu cu que eu adoro. Como minha cunhadinha é safadinha e putinha.

Comecei a introduzir meu pau e entrou todo, seu cuzinho é apertadinho mas entrou fácil.

Comecei a tirar até a cabeça e por tudo de novo, com uns 5 minutos ela estava gozando de novo.

Ela abaixou o corpo apoiando os ombros no colchão e com as mãos abriu as bandas do bumbum, meu pau entrava e saia muito fácil e quando falei que ia gozar ela pediu pra encher seu cuzinho de porra.

Gozei muito.

Ela ficou um pouco deitada e eu fui tomar banho. No meio do banho minha namorada chegou com a mãe dela, sai do banho e minha sogra comentou.

– Nossa essa menina ainda esta dormindo. Uns 40 minutos depois ela levantou, de pijama, e deu bom dia a todos e disse.

– Como é bom dormir.

E depois desse dia ela me olha e fala baixinho:

– Quero fuder com você de novo.

E não vejo a hora de come-la de novo.

Espero que gostem.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s