Minha Primeira Experiencia à Tres.


Hoje estou com 42 anos, peso 56 kgs, 1,65 de altura e continuo fazendo academia diariamente. Por isso meu corpo está em forma, onde recebo muito elogios das amigas, principalmente dos homens.

Como contei no último relato, fiquei me encontrando as escondidas com o Sergio por uns 7 meses. Uma vez ou quando dava, duas vezes por mês, quando ele vinha na cidade vizinha.

Já estávamos bem íntimos e fazíamos de tudo na cama. Como era uma vez por mês, além da buceta, eu sempre liberava minha bundinha. Deixava ele gozar na minha boca e as vezes eu engolia, ou segurava na boca e depois soltava, deixando o pauzão todo lambuzado e babado. Sempre usávamos camisinha. Só depois que meu marido descobriu tudo e começamos a sair os três juntos e as vezes eu sozinha, o Sergio deixou de usar camisinha, já que era uma vontade de todos, principalmente do meu marido. Meu marido já havia feito vasectomia á vários anos e como eu não tomava e não tomo até hoje comprimido, o Sergio acabou fazendo vasectomia também.

Quando aconteceu a primeira vez que saímos os três juntos, antes fomos num bar para conversarmos e bebermos algo, assim ficaríamos mais descontraídos. Meu marido demostrava tranquilidade, já que era seu grande desejo. O Sergio também estava aparentemente normal, apesar dele garantir que nunca havia saído com casal. Eu é que estava nervosa, pois seria a primeira experiência á três, estando logo meu marido junto.

Quando resolvemos ir para o motel, meu coração batia forte e eu suava, apesar de ser época mais fresco. Fomos no carro do meu marido mesmo e o Sergio foi atrás sozinho.

Meu marido escolheu uma suíte melhor do motel, com cadeira erótica e tudo o que tinha pra oferecer de melhor.

Como eu estava muito nervosa ainda, apesar de ter bebido um pouco mais do normal, meu marido falou para que eu e o Sergio tentássemos ficar á vontade e fazer de conta que ele não estava junto, que ele queria muito assistir.

Depois de alguns minutos, meu marido foi até a garagem e ficou um tempo lá, deixando eu e o Sergio sozinhos no quarto. Foi assim que eu me senti mais livre e eu mesma comecei a beijar o Sergio e tirar suas roupas, deixando pelado, com seu pauzão mole. Ele também estava apreensivo pelo fato do meu marido estar tão próximo. Tirei minhas roupas e fomos tomar um banho juntos. Isso foi ótimo, porque começamos nos esfregar, nos beijar e o clima foi esquentando. Aproveitei o banho, para começar a chupar o pauzão do Sergio, até que ele começou a endurecer e encher minha boca, até que ficou bem duro. Ele também chupou minha buceta e meu cuzinho, me deixando com muito tesão.

Em seguida fomos para a cama e começamos a fazer um 69. Havia se passado uns 25 minutos, quando meu marido voltou ao quarto e viu nossa posição. Meu marido apenas falou: EITA…. ESTÁ GOSTANDO MINHA PUTINHA SAFADA ???

Não respondi nada, apenas olhei pro lado, sem tirar o pau da boca.

Eu me esforçava muito para ficar o máximo á vontade com meu marido nos assistindo. Sabendo do forte desejo dele me ver com outro pau na buceta e ãnus, eu chupava bastante o pauzão do Sergio e dizia que logo queria ele dentro de mim.

Pedi ao meu marido que me entregasse uma camisinha, para por no pau do Sergio. Foi O Sergio mesmo que colocou e se deitou. Havia chegado o grande momento do sonho do meu marido. Subi sobre o Sergio, encostei minha buceta na ponta do pauzão que estava bem duro e fui fazendo entrar, até que me sentiu de vez e fiz entrar tudo. Na posição que meu marido estava, ele via perfeitamente o pau enterrado na minha buceta. Olhei pra ele e senti a felicidade em seus olhos e seu pau muito duro, que já estava fora da calça. Eu rebolava no pau do Sergio, subia e descia com tudo, assim em poucos minutos gozei. Ví que meu marido havia gozado só me vendo.

O Sergio que demora muito para gozar, me deitou e de lado, se ajeitou atrás de mim e foi metendo na minha buceta que estava escorrendo de taõ excitada que estava. Eu levantava a perna, para que meu marido pudesse ver bem o pauzão do Sergio entrar e sair. Ficamos uns 10 minutos nessa posição, quando gozei pela segunda vez. O Sergio sabendo do desejo do meu marido em me ver sendo enrabada, tirou da buceta e começou a forçar meu cu, até que fez entrar mais da metade. Eu gemia bastante, pois estava adorando sentir o pauzão da bunda. Ficamos por um tempo assim, e o Sergio se deitou de barriga pra cima. Eu fiquei em cima dele, mas continuei dando o cuzinho. Pouco tempo depois, me marido se aproximou e me ofereceu seu pau para eu chupar. Ele já estava duro novamente, já que tinha gozado antes me vendo dando a buceta.

Resolvi fazer outro grande desejo do meu maridinho. Sai de cima do Sergio, pedi pro meu marido deitar e subi no pau dele, colocando minha vagina. Pedi que o Sergio colocasse no meu cu. Havia chegado o grande dia, onde eu faria minha primeira dupla penetração da vida, tendo o pau maior na minha bunda.

Meu marido me chamou de puta sagada, gostosa, cachorra, vaca e mais. No começo foi bem desconfortável aguentar os dois paus ao mesmo tempo, mas logo fui me acostumando e aproveitei como podia. Eu estava no meio de dois machos, me comendo e me fazendo gemer e até gritar dor, prazer e no final e pura excitação. Os safados ficaram me fodendo por mais de 10 minutos, me tirando as forças, até que consegui gozar fazendo a DP. Os dois não gozavam e assim gozei outra vez. Minhas forças tinham acabado, quando os dois aceleram as metidas. Teve um momento que o pau do meu marido escapou da minha buceta, mas já colocou de volta. Foram segundos de entra e sai bem fortes e profundas, tanto na buceta e no meu ânus, que os dois gozaram quase juntos. O Sergio na camisinha e meu marido que não usava, encheu minha buceta de porra.

Quando o Sergio tirou pra fora seu pau já bastante mole do meu rabinho, ele foi tirar a camisinha no banheiro e se lavar.

No decorrer das conversas, meu marido me perguntou como eu havia gostado tanto de dar a bunda logo na primeira dupla penetração, sendo o pau do Sergio bem mais grosso que o dele. Eu dei uma risada e disse que já estava acostumada, já que nos meses que eu saia sozinha sem ele saber, eu sempre deixava o Sergio por atrás. Meu marido apenas disse: Realmente você é uma ordinária e uma boa puta. Agora vai ter que dar pra nós dois sempre.

Depois dessa primeira experiência à três, já saímos várias vezes. Muitas vezes meu marido me liberava para sair sozinha com o Sergio. Isso está acontecendo até hoje.

Agora me sinto uma verdadeira puta na cama e uma dama na sociedade. Ninguém sabe do que já fiz e estamos fazendo.

Nosso segredo e sigilo é total e ninguém mais precisa saber.

Teve um caso de um amigo do Sergio que veio de Angola- África e acabamos saindo os 4 juntos. Foi final de 2014. Esse africano tem o maior pau que já vi na vida. Mede 26 cm e é super grosso. Por isso a fama dos africanos. Com ele, experimentei com muita dificuldade na minha buceta por 3 vezes e na despedida dele pra Angola, liberei minha bunda também, onde quase morri de tanta dor, mas que no final eu gozei.

Teria muitas histórias para escrever, mas sempre eu e o Sergio ou com meu marido junto. O Sergio continua sendo meu amante e a relação está muito boa. Meu marido apenas quer saber das transar e quando ele pode, participar para assistir e transar junto.

Beijos

Ecasada

mercosuljlle@hotmail.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s