De Casada fiel à Liberada


Por insistência do meu marido, vou contar um pouco de como tudo começou.

Meu marido foi meu primeiro homem sexualmente. Depois de mais de 15 anos de casados, ele começou a insinuar que adoraria fazer troca de casais e me ver transando com outro homem. Essa revelação me deixou arrasada e com muita raiva no começo. Depois de alguns meses, quase um ano, de tanto ele falar de como gostaria que fosse, ideias e sugestões, fui entrando na dele e até acabei aceitando a ideia. Meu marido ficou muito contente. Até então, eu estava fiel e só havia transado com ele. No fundo, eu não queria, mas percebi que se não aceitasse, ele não sossegaria.

Começamos a entrar em sites de relacionamentos e bate-papo. Tive muitos pretendes, porque modéstia a parte, tenho um corpo perfeito, uma bunda dura e empinada, seios médios e me considero bonita. Pratico academia a muitos anos.

Sem que meu marido soubesse, acabei conhecendo o Sergio, que hoje acontece tudo com o consentimento do meu marido, mas quando aconteceu, eu acabei traindo-o por mais de 7 meses, quando meu marido descobriu e me por contra a parede. Ou sairíamos à três, ou nos separaríamos. Aceitei a 1ª opção.

Saímos várias vezes nós três juntos, onde já na segunda vez, tive minha primeira dupla penetração, onde o Sergio que é dotado de 22 cm, ficou na minha vagina e meu marido que tem o pau de 17 cm, comeu meu ânus. Eu já fazia sexo anal á muitos anos, mas dupla penetração só depois que conheci o Sergio. Depois da primeira vez, já fiz mais vezes e adoro sentir dois pau dentro de mim. Um uma das vezes que saímos os três, eu estava com o Sergio na minha bucetinha e meu marido atrás, acabou metendo seu pau também na buceta, mas eu não aguentei os dois no mesmo lugar e pedi para tirar.

Apesar do Sergio ter o pau de 22 cm e grosso, eu dou seguido meu cuzinho pra ele. Eu peguei gosto em fazer sexo anal e até gozo. Fazendo vaginal, gozo fácil a várias vezes, se demorar e ficarem metendo em mim.

Por várias vezes saí sozinha com ele, com o consentimento do meu marido. Depois eu contava pra ele e depois já viu….

Por duas vezes, viajei sozinha para me encontrar com meu amante Sergio, que mora em outro estado, mas que também sempre vem para nossa cidade.

Já passaram 4 anos assim, até que final de 2014, o Sergio quis me apresentar um amigo dele que estava vindo da Angola- África. Como meu marido concordou, já que ele pensava no que poderia acontecer, me incentivou para que eu aceitasse e quem sabe, fazer uma festa à 4 .

Não era isso que eu queria, mas para agradar principalmente meu amante Sergio, que é tudo de bom pra mim e meu marido também, aceitei.

Quando conheci seu amigo, de apelido Bimbo, simpatizei com ele, por ser educado, simpático e bonito. Seu perfil físico também me agradou, mas no fundo o que eu tinha curiosidade, era saber se a fama dos africanos em ser bem dotados, era verdade.

Minha curiosidade se confirmou, quando aceitei irmos os 4 ao motel, depois de ficarmos em uma lanchonete conversando e bebendo, onde saí de lá bem alegrinha.

Dentro do apto do motel, só depois de uns 10 minutos que estávamos lá dentro, é que eu ví o tamanho do pau do Bimbo. Minha nossa…. Tinha visto em filmes pornôs algo parecido, mas de perto e ao vivo, nunca imaginei que iria acontecer comigo. Me assustei e fiquei com receio de ter que encarar aquele pau, que com certeza media mais de 26 cm e era muito grosso, bem mais que o pau do Sergio que já é de respeito. Até meu marido arregalou os olhos quando viu aquilo e me olhou, como se quisesse dizer: Vai encarar ?

Apesar do meu receio, naquelas alturas eu não podia estragar tudo e chatear meu amante, meu marido e também o Bimbo.

O Sergio começou a me penetrar por primeiro, assim fui ficando excitada e já nem me preocupava em saber que em alguma minutos, eu seria testada na minha capacidade como mulher e ter na minha buceta aquele monstro de pau.

Por sorte, o Sergio soube me deixar subindo pelas paredes e me fazer gozar pela primeira vez. Quando ele me deixou deitada na cama sozinha e disse ao amigo Bimbo ter sua vez, me preparei para o que estaria para acontecer.

O Bimbo se deitou ao meu lado, com aquela tora balançando e mole. Eu como boa mulher, peguei com uma mão e comecei a tocar uma punhetinha. Caramba…. Minha mão não fechava, devido à grossura. Em seguida, resolvi dar umas lambidas naquele pauzão e tentava chupar, mas não conseguia por a boca. Aos poucos o pau foi endurecendo e ficando cada vez maior e mais grosso. Quando já estava todo duro, eu só podia por a cabeça na boca. O restante não entrava. era muito grosso.

Enfim. Eu não iria fugir desse teste e após passar bastante lubrificante naquele monstro e na minha buceta também, fiquei à cavalo sobre o Bimbo e aos poucos fui sentindo minha vagina ir se abrindo ao máximo, assim que o pauzão ia entrando na minha pobre buceta, que nunca havia recebido um pau daquele tamanho.

Tenho que admitir que pensei em desistir, mas ao mesmo tempo eu queria me testar e saber da minha capacidade como mulher, já que tantas aguentam um pau grande.

Passaram uns 4 minutos, quando senti minha buceta totalmente alargada e com quase tudo dentro. Apesar do desconforto, comecei a mexer minha bunda, dar umas subidas e descia, até que resolvi sentar de vez naquele monstro de pau. Ví estrelas e doeu bastante, porque senti meu útero ser tocado pelo pau e as laterais da minha buceta totalmente esticada e alargada. Minha nossa….. não acreditei que eu estava com tudo aquilo dentro de mim. Era muito pau. O pior era a grossura.

Enfim, depois de certo sofrimento, mas alívio nos minutos seguintes, eu já estava sentindo prazer e acabei por gozar praticamente duas vezes uma seguida da outra, ficando até escuro na minha visão. Foi uma gozada super forte e diferente de todas as que eu já tivera.

Saimos uma segunda vez, onde já foi um pouco melhor, porque eu já estava mais preparada e sabia o que eu teria que encarar.

Aconteceu um terceiro encontro nós 4, que seria a despedida do Bimbo, pois ele voltaria para Angola dois dias depois.

Eu estava com tesão nesse dia. Antes dei bastante minha buceta e meu rabinho para o Sergio e gozei duas vezes. Quando foi a vez do Bimbo me comer, ele me fodeu de 4 e deitada por uns 10 minutos, me fazendo gozar uma vez

Quando eu estava prestes a gozar mais uma vez, o safado tirou seu pau da buceta , se deitou sobre mim e começou a cochichar no meu ouvido que ele gostaria de comer meu cu. Disse pra ele que era impossível, mas pela insistência dele, as carícias que me dava e por saber que eu iria embora, acabei aceitando em tentar.

Ficamos de ladinho e levantei uma perna, para facilitar o trabalho.

Depois de passar bastante lubrificante no pauzão dele e no meu cu, segurei com minha mão na entrada e fui de encontro. A cabeça do pau por ser menor, acabou entrando fácil, mas travou em seguida, quando o pau engrossa muito. Foram algumas tentativas de muito desconforto e dor. Quase desisti, porque achava impossível entrar mais. Depois de um tempinho parados, o Bimbo deu uma forçada e acabou entrando mais pra dentro, me fazendo gritar e gemer alto. Caralho… um cuzinho estava sendo literalmente arrombado. Pedi para parar. Sem me mexer, fiquei aguentando o que já estava dentro do meu pobre cu. Depois de passar a dor, eu mesmo resolvi tomar a iniciativa e comecei a dar uma mexidas com a bunda e ir de encontro ao Bimbo, assim eu ia sentindo meu cu ir se abrindo cada vez mais e o pauzão ir entrando. Eu não acreditava no que estava fazendo. Anal com um pau daquele tamanho, principalmente na grossura.

Foram muitos gritos e gemidos que dei, paradas para me acostumar e reboladas, até que depois de alguns minutos, que pra mim foi uma eternidade, minha bunda encostou nos pelos e saco do Bimbo, significando que todo aquele pauzão tinha entrado na minha bunda. inacreditável como aguentei.

Agora não tinha mais volta e resolvi continuar com a tortura. Eu mexia minha bunda, ia e voltava, fazendo o pau escorregar bem devido á lubrificação. As vezes saia mais da metade e voltava a entrar tudo até o talo, me fazendo gemer muito e até chorar. Passado toda aquela tortura, eu estava totalmente entregue e usada. Resolvi eu mesma me masturbar na buceta, que só ficou o clitóris saltado, isso me ajudou a me excitar e com isso, depois de muitas entradas e saídas daquele pauzão na minha bunda, senti que eu poderia gozar. Que sorte que tive, porque realmente aconteceu.

Eu já estava falando um monte de besteiras, xingando e gemendo, quando comecei a sentir que meu gozo estava se aproximando. Dei umas boas reboladas e numa vez que voltei forte contra o pau, que entrou absolutamente tudo, comecei a tremer e gozar pela buceta e pelo ânus. escureceu tudo até que passou e eu comecei a sentir o Bimbo gozando dentro do meu cu, porque além dos jatos, o pau deu uma engrossada e latejava.

Ficamos parados um tempo, quando o pau começou amolecer e escapar pra fora. Só saiu tudo porque eu fui pra frente, do contrário ficaria parte dentro do meu cu, devido ao comprimento do pau. Quando saiu de vez, até um barulho fez. onde senti um alívio do meu cu, que fora tão judiado.

Após me recompor, fui tomar um banho merecido. Não transei mais nesse dia, porque eu estava literalmente acabada, com minha buceta inchada e meu pobre ânus todo arrombado e dolorido. Até sangue saiu dele. Pudera.

Esse foi um resumo dos acontecimentos, principalmente dos mais recentes.

Hoje posso dizer que aguentei um super pau. Se um dia acontecer de ter que encarar novamente, saberei como será e fazer.

mercosuljlle@hotmail.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s