VISITANDO UM AMIGO


Era um sábado de um verão escaldante, mas como tínhamos sido convidados para uma solenidade na semana seguinte, minha esposa quiz ir ao Centro do Rio para procurar uma roupa adequada para a ocasião, e não havia como adiar. Depois de um entra e sai de lojas e boutiques, finalmente ela optou por um vestido, comprando-o, e fomos almoçar num restaurante mais mesmo para descansarmos um pouco e nos refrescar no ar condicionado do que por sentir fome. Enquanto aguardávamos pelo prato, lembrei-me de ligar para o nosso amigo Valter, que morava num bairro próximo, e que dias antes havia dito que sua esposa iria viajar naquele fim de semana. Realmente ele confirmou que estava só, e que seria ótimo se a gente fosse até lá para um bate papo. Então passei o telefone para Mag, para saber sua reação, e que não poderia ser outra! Ficou feliz da vida, pois já havia um bom tempo que não dávamos uma fugidinha para nossas aventuras. Para falar a verdade, isto nos deu um outro ânimo, e depois de almoçarmos, partimos para casa do amigo. Alguns anos antes, quem ajudou a convencer a minha esposa a participar de um ménage a partir de uma massagem, foi este rapaz. Depois dele, já tivemos outros parceiros que foram para cama com ela, mas apenas por uma ou duas vezes no máximo, mas com o Valter, já voltamos a sair muitas outras vezes, e tornou-se um amigo confiável, e eu diria até que seria um amante eventual da minha mulher.
Até ao apartamento dele, não demoramos muito mais do que uns vinte minutos, mas o calor era tanto que o ar condicionado do carro não dava vazão e chegamos bem suados. Depois de entrarmos no prédio, ele veio abrir a porta vestindo apenas uma bermuda, e ao nos dar as boas vindas, minha mulher foi logo pedindo para ele não tocá-la, pois estava muito suada, que a deixasse tomar um banho! Prontamente o Valter foi buscar uma toalha e quando voltou, ela estava praticamente nua, só de calcinha. Pegando a toalha e uma sandália gentilmente oferecida, seguiu o corredor para o banheiro já abaixando a calcinha, exibindo a bela marquinha de biquine da sua bunda para o nosso deleite e ele foi buscar uma gelada para nos refrescar. Jogamos um pouco de conversa fora, e daí a algum tempo a Mag retornou enrolada na toalha. Logo que chegou, eu já fui passando o meu copo para ela, e pedindo licença ao dono da casa para também tomar um banho, tirei a toalha dela e fui para o banheiro, deixando-a inteiramente nua para ele.
Devo ter demorado uns dez ou quinze minutos no banho, e quando saí, já fui encontrá-los no quarto com a Mag sentada na cama com o pau dele no meio dos seus peitos, lambendo a cabeça, enquanto ela brincava de dedilhar os seus culhões. Como eu estava cansado, deitei-me do outro lado da cama para assistir ao espetáculo e então eles já começaram um 69 ali ao lado, e pouco depois ela já o estava cavalgando. Alias ela estava encantadora, com a pele bem morena queimada de praia, com as marquinhas do seu minúsculo biquíni, que a deixa com quase toda bunda de fora nas praias, para alegria dos barbados. Da posição que eu estava, dava para ver nitidamente o pau entrando e saindo da boceta, fazendo os lábios vaginais parecerem uma boca sugando aquele cacete, e isto fez que o meu pau endurecesse tanto, que impressionou até a minha mulher, e acelerou o seu orgasmo que conseqüentemente fez o Valter gozar. Aproveitando a posição que ela estava, pedi para meter no seu cuzinho, o qual estava me seduzindo, e passei a bombear aquele rabo delicioso! Desta vez, quem ficou com inveja foi o amigo que tinha ido também tomar um banho, e na volta colocou-se na frente da Mag para que ela voltasse a chupar-lhe.
Não sei se foi o clima, mas ficamos um bom tempo fudendo sem dar folga a minha esposa, que acabou pedindo um tempo para beber alguma coisa e descansar. Fomos nos sentar na sala, e enquanto tomávamos mais uma geladinha ouvindo boas músicas, ela até se assanhou a dançar com o amigo, o que já sabia que eu tinha gostado de apreciar no nosso primeiro encontro. Já haviam passado alguns anos e realmente era muito bom de se ver, e por incrível que possa parecer, ela estava mais bonita e mais gostosa dançando ali pelada depois de todo este tempo, abraçada ao amigo, rebolando seu maravilhoso rabo, agora com a pele mais morena, e com a sensual marquinha de biquini. Muito bom ver outra vez as mãos dele deslizando pelas costas dela, indo até às nádegas, agora bem mais firmes pela prática de musculação, era uma cena inebriante para mim. Ao parar a música, ainda permaneceram algum tempo parados ali, com ela dando um daqueles longos beijos antes de voltarem à poltrona.
Como já começava a escurecer, perguntei se eles não queriam voltar para a cama, pois já estava ficando tarde e tínhamos de voltar para casa. Não foi preciso falar duas vezes: Mag levantou-se da poltrona e foi logo puxando o parceiro para o quarto! Como ainda tinha alguma cerveja na garrafa, fiquei secando-a, e só um bom tempo depois fui fazer companhia aos dois, que estavam deitados de lado num 69 que já devia estar durando um bom tempo. Com a minha chegada, Valter posicionou-se atrás dela, pondo o pau na boceta para lubrificar, e passou a enrabá-la com movimentos bem lentos, enquanto ela voltava a me chupar, fazendo movimentos com a língua em volta do meu pau, como só mesmo ela o faz com tal perfeição! Brincamos muito e depois de mais um gozo coletivo, fui tomar banho para deixá-los a sós para as despedidas e também para que depois tomassem o banho deles juntos, já que ele gostava de ensaboá-la e ela adorava ser ensaboada e fazer seu corpo deslizar em contato com o corpo de um homem.
Eram quase dez da noite quando Valter foi nos levar até o nosso carro, e partimos leves e felizes pela deliciosa tarde de sábado, agradecidos pela hospitalidade do amigo, que também estava feliz pela inesquecivel lembrança destes momentos.
Se você gostou de mais este nosso conto, não deixe de expressar a sua opinião aqui neste site, e se quiser dar-nos o prazer das suas palavras, e caso queira, deixe o seu email para um futuro contato.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s