Transa dentro da igreja


Olá! Antes de mais nada quero deixar bem claro que tudo que vou relatar neste conto e verídico, vou apenas mudar nomes e também as cidades onde ocorreram os fatos espero que gostem e curtam muito este conto. Boa leitura!
Meu nome e Júlio, hoje estou com 32 anos de idade, sou negro, baixo e magro, posso afirmar que não sou nem um pouco atraente, popularizando a linguagem sou feio. Mas nem por isso deixei de ter minhas aventuras sexual.
Quando eu tinha 13 anos de idade comecei a frequentar uma determinada igreja evangélica muito popular na década de 90 de lá pra passei por outras igrejas e vários estados. Aos meus 16 anos de idade dei meu primeiro beijo, o nome dela e Marina nessa época ela tinha 28 anos apesar de uns amasso muito quente nunca passou disso, desde então sempre me senti atraído por mulheres mais velhas do que eu.
Ao completar 18 anos ainda continuava virgem, me mudei para o Rio de Janeiro continuando na igreja só que dessa vez eu tinha responsabilidades dentro da igreja ( sem detalhes) em um bairro do subúrbio carioca tinha uma bela ruiva que na época tinha seus 36 anos de idade, começamos a ter uma bela amizade, Solange e o nome dela mulher casada com um casal de filhos, olhos esverdeados, branca, cabelos no ombro e como uma ruiva verdadeira tinha aquelas pintinhas acima dos seios e quando ela usava um decote despertava mais ainda meu desejo de vê-la nuazinha. Quantas vezes tocava deliciosas punhetas homenageando Solange.
O tempo foi passando e nos tornamos cada vez mais intimo e acabei descobrindo que ela não vivia bem com o marido dela, era tudo que eu precisava saber. Todas as vezes que nos encontrava abraçávamos carinhosamente e uma dessas vezes não conseguimos controlar a atração que um sentia pelo outro e nos beijamos copiosamente sentia o seu corpo estremecer em meus braços, e meu cacete pulsava dentro da minha calça como nunca tinha acontecido antes, quando ela foi embora me acabei na punheta que esporrei jatos longos de porra no banheiro.
Passados alguns dias desde do nosso primeiro beijo continuávamos nos encontrando e saindo juntos, até que um dia toda a sua família decidiram fazer uma viagem ficando sozinha e me convidou para ir uma sua casa, quando chegamos lá nos beijamos apaixonadamente caímos no sofá nos esfregávamos em pouco tempo estávamos nus mas antes que eu a penetrasse eu já havia ejaculado. Ao recuperar o folego e o constrangimento logo estava disposto de novo e sem perder tempo subi em cima dela tentando penetra-la e logo consegui encontrar a entrada do prazer, que sensação maravilhosa pela primeira vez em minha vida meu pau de 18 cm estava dentro de uma buceta que ardia de tesão.
Logo comecei a meter com força aquela xota maravilhosa e ela gemia se contorcia e gozava uma vez após outra logo senti que ia gozar, mas que gozada maravilhosa esta foi a primeira vez que havíamos transado.
Poucos dias depois lá estávamos nos na igreja desejando um ao outro, o tesão era tão grande que era só eu vê-la que meu pau fica duro desejando aquele corpo, quando deu o horário do culto fomos para a cozinha da igreja e la no beijávamos deliciosamente, neste dia ela usava um vestido florido decotado muito lindo e logo a minha mão estava em sua bundinha que era uma delícia, meu pau já latejava quando coloquei meus dedos naquela bucetinha maravilhosa parecia que ela tinha gozado de tão encharcada que estava. Logo arranquei a calcinha coloque meu pinto pra fora sem tira as calças tentei meter nela em pé e não consegui, sentei em uma da cadeiras da cozinha ela veio por cima e sentou no meu cacete e começou a cavalgar na minha rola soltávamos gemidos abafado para não sermos ouvido já que estava tendo um culto naquela hora em que transávamos, foi a melhor sensação de nossas vidas o medo de sermos pegos naquela situação fazia a transa ficar cada vez mais gostosa, enquanto ela cavalgava na minha rola sussurrava em meus ouvidos: me fode se Negrão gostoso sua pica e deliciosa, ela sentava e rebolava no meu mastro que era engolido por aquela xana maravilhosa logo senti que ia gozar quando ela também anunciou o gozo gozamos juntos de uma forma inexplicável.
E logo se levantou nos limpamos e ninguém nunca suspeitou de nada, no dia seguinte marcamos de nos encontrarmos na igreja antes de abrir pois eu morava quando foi 5h da manhã lá estava ela entrando dentro do templo e indo direto para o quarto onde dormia não nos falamos muito nos desejamos tanto que em pouco tempo estávamos nus nos amando em cima de minha cama de solteiro coloquei a de quatro e comecei a esfregar minha piroca na entrada de sua buceta que sem penetra – la fazendo ela gozar feito uma louca, quando a penetrei com minha vara ela soltava gritinhos de prazer que me deixava louco, cada estocada que eu dava eu sentia todo o seu corpo estremecendo gozei deliciosamente dentro daquela buceta. Mas minha rola desejava mais aquele corpo coloquei ela de lado e continuei metendo violentamente como se eu nem tivesse gozado ainda logo senti seu belo corpo amolecendo na minha frente anunciando mais um orgasmo que Solange estava tendo ali logo a virei e fui por cima dela, parecia insaciável naquele momento enquanto eu fodia ela gritava de prazer: que pica deliciosa me fode vai gostoso eu sou sua puta ai hummm enche minha buceta com sua porra quente, logo eu estava gozando e enchendo ela com meu esperma que escorria de dentro dela. Saindo dali fomos tomar banho chegando no banheiro ela se ajoelhou e começou a chupar minha piroca que logo tava dura feito rocha voltamos para o quarto e la ela me fez uma chupeta deliciosa quase me fazendo gozar naquela boquinha maravilhosa, deitei na cama e mais uma vez e la estava ela rebolando na minha rola ela rebolava com tanto ímpeto que logo estava gozando, mesmo depois de ter gozado ela continuou a fuder meu pau com aquela bucetinha maravilhosa não demorou muito logo ela estava gozando também e caindo sobre mim completamente exausta e satisfeita, olhando em meus olhos dizendo: nunca senti tanto prazer na minha vida em quase 20 anos de casada essa foi a melhor de todas as trepadas que eu já tive. Repetimos nossos encontros varias e varias vezes, foi intenso e apaixonante enquanto durou.
Espero que tenham gostado, se gostaram sabe o que fazer, e se fizerem outros contos verídicos virão por ai…. Abraços!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s