Boquinha de anjo


Oi. Me chamo Lilli, tenho 26 anos, morena clara, cabelos pretos, seios pequenos, bumbum arredondado, adoro fazer uma sacanagem e beijar bem gostoso uma pica…
Tudo começou quando fui despedida do meu trabalho de caixa de uma grande rede de cosméticos e fui obrigada a encontrar outro emprego para conseguir pagar as contas no fim do mês. Na verdade, o emprego novo acabara sendo muito melhor principalmente porque o dono da loja era um Deus grego, se chamava Victor, moreno claro, bem alto e com o corpo devidamente definido, mostrando que estava com tudo no lugar.
De inicio, apesar de muita tímida, fomos conversando a respeito de muitas coisas, viagens, passeios, vontades e mesmo sem querer a conversa acabou terminando a respeito de sexo. Disse me que gostava muito de mulher, que seu maior orgulho era ver uma fêmea delirando de prazer em seus braços e que não gostava de brincar em serviço. Fui vermelhando na hora e ele percebendo, tentou me acalmar perguntando o que eu mais gostava de fazer quando ia pra cama com alguém. Mais a vontade, disse que o que mais eu gostava sem sombra de duvida era chupar uma rola com vontade, com a boca cheia de saliva e com muita calma ir saboreando cada pedacinho dela.. Senti que ficou excitado na hora, levantando um volume entre as pernas e ele mais do q depressa disfarçou.. o tempo foi passando, as brincadeiras foram se tornando frequentes e eu não conseguia tirar a frase que ele havia dito que tinha orgulho em ver uma fêmea delirando em seus braços e eu decidi que seria essa garota e tava doida pra cair de boca naquele homem maravilhoso.
Passei a usar roupas coladas, saias curtas que deixavam as pernas expostas e o faziam imaginar coisas loucas. Os seios ,apesar de pequenos, eram extremamente convidativos, clarinhos com a aureola marronzinha deixavam qualquer um com vontade de colocar a boca.
Ate que a oportunidade surgiu, Victor me convidou pra sair em uma noite qualquer e eu prontamente aceitei. Mesmo envergonhada e sem saber o que poderia acontecer decidi que aquele dia seria perfeito para experimentar uma noite com muito sexo e carinho. Trajada com uma lingerie branca, calcinha bem pequena, meias 3-4 e um lacinho bem delicado na coxa, escondi-me embaixo de um casaco bem grosso devido ao frio que fazia aquela noite e fui ao encontro dele.
A noite foi perfeita com direito a um bom vinho e lareira pra aquecer os nossos corpos que a essa altura já se encontravam abraçados para amenizar a temperatura congelante.
Perguntou-me se poderíamos estender aquela noite e apenas com um sorriso tímido respondi que era a minha maior vontade. Delicadamente me tirou dali e me levou pra um quarto bastante aconchegante,pedi a ele que se deitasse com as mãos atrás da cabeça e apenas me observasse. Feito isso, me levantei e desabotoei todo o meu casaco me deixando quase nua em sua frente. Ele me olhou quase louco e pediu implorando para tocar o meu corpo. Deixei q me tocasse e qdo estava totalmente louco pra transar comigo, deitei me com as pernas completamente abertas pra ele e mais do que depressa entendeu meu recado e começou a beijar aquela bucetinha rosada e carnuda que já estava toda melada de tesão. Sabia muito bem como beijar uma buceta, enfiava a língua, sugava, fazia movimentos circulares com a boca bem vagarosamente e depois começava tudo de novo. Descia com a língua ate o cuzinho e deixava um monte de saliva na portinha fazendo carinho com a ponta dos dedos.
Depois de gozar em sua boca, retomei meu pedido para que ele ficasse imóvel, deitado com as mãos atrás da cabeça apenas me observando. Sua pica era grande, bem grossa , lisinha, difícil de pegar com uma mão só de tanto que saltava esperando receber um belo boquete. Foi o que fiz. Fui colocando aquela pica toda dentro da boca, e sugando cada cm que estava pra fora.. babava feito criança a espera de um doce e como era bom aquele doce. Alternava lambidas com sugadas, ora descia ate o saco, depois abocanhava tudo de novo , a cabeça rosada ficava apoiada entre as mãos e um mar de saliva percorria cada voltinha dela… Ele sem poder se mexer apenas curtia cada investida e ate chegava a urrar de prazer. Feito isto, eu já estava doida pra ser comida bem gostosa por ele que a buceta parecia dobrar de tamanho, inchadinha e extremamente melada. Seu pau deslizou com facilidade e invadiu todo o espaço apertadinho dela.. dava estocadas fortes, depois diminuía o ritmo, beijava meu pescoço e orelha me levando a sentir um orgasmo muito intenso.. estava tão bom que minhas mãos apertavam suas costas e as unhas ate arranhavam os braços fortes que me prendiam na cama. Antes, porem, que eu pensasse, virou me de ladinho e aproveitando o pouco espaço foi pincelando sua pica naquele cuzinho experiente mais apertado que estava ate quente de tanto tesão. Forçou ate entrar, senti uma dor intensa que aos poucos foi se transformando em muito prazer, que ate rebolava naquele pau ouvindo sacanagens de sua boca. Com o cuzinho preenchido por aquela pica e a buceta melada sendo tocada pelos seus dedos, não consegui me segurar e comecei a gemer alto, era tão forte que cheguei a perder as forças para gritar e cai imóvel ao lado dele. Estava satisfeita e muito realizada mas ainda percebia que ele estava de pau duro. Foi então que pedi para se deitar com as pernas para fora da cama. Acomodei me entre suas pernas e vagarosamente comecei um boquete em sua pica. Beijava tão devagar que era possível sentir a pulsação das veias em seu membro e envolvido em uma boca quente e cheia de saliva explodiu num gozo maravilhoso e depois adormecemos juntos.
FIM

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s